Façam uma oração por mim.

Eu entrei na área de vendas e NAO VENDI NADA :(((

Pra ela faltou sorte, pra ele faltou amor. Agora o que não falta para os dois é saudade.
Soulstripper.  (via vicio-doce)
O tempo é um luxo que às vezes a vida não concede.
Londres, 1999. (via desalojado)
O mundo quebrará seu coração de dez maneiras diferentes, isso é uma certeza.
O Lado Bom da Vida. (via desembarcou)
Se doeu tem que falar. Se incomodou tem que explicar. Se tá ruim tem que ajeitar. Se estragou tem que consertar. Ou então jogar fora. Entende? Não dá pra passar a vida inteira com as coisas entaladas na garganta.
Clarissa Corrêa (via vicio-doce)
Os mortos são fáceis de encontrar – estão por toda a parte à nossa volta; a dificuldade está em achar os que estão vivos. Repare na primeira pessoa com quem cruzar na calçada lá fora – os olhos já não guardam qualquer cor; o modo de caminhar é brutal, desajeitado, feio; mesmo os cabelos parecem brotar de maneira doentia. Há ainda outros tantos sinais de morte: um deles é uma sensação de radiação, os mortos emitem verdadeiros raios, o fedor de suas almas que podem arruinar o nosso apetite para o almoço caso o contato dure muito tempo.
Charles Bukowski. 
Não há nada que ensine mais do que se reorganizar depois do fracasso e seguir em frente. Mas a maioria das pessoas ficam paralisadas de medo. Elas têm tanto medo do fracasso que continuam fracassando.
Charles Bukowski.  
Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, das descobertas que fizemos; dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos. Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim… Do companheirismo vivido. Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre. Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe nos e-mails trocados. Podemos nos telefonar conversar algumas bobagens… Aí os dias vão passar, meses, anos, até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo. Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: “quem são essas pessoas? Diremos que eram nossos amigos… E isso vai doer tanto de saudade e de tristeza de não ter mais essas pessoas junto a nós! Responderemos: Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida!
Vinícius de Moraes‎  
Tenham uma boa noite.
Ás vezes tudo que eu preciso é do meu quarto. As pessoas em certos momentos me sufocam, me tiram da linha de pensamento, me destroem aos poucos.
— Gabriel Dossant